Suzana Alves’s Blog











{March 07, 2011}   Parcerias de sucesso

Estudar pilates me possibilitou estar ao lado de feras nessa área. Uma delas é o americano Brent Anderson. Ele é professor da Universidade de Miami, principal autoridade no trabalho em Medicina das Artes Performáticas e técnicas de pilates focado na reabilitação. É palestrante assíduo em conferências científicas e cursos para profissionais, nos EUA e em diversos países, consultor de companhias profissionais, escolas e conservatórios de dança em várias partes do mundo.

Minha mestra de pilates foi Alice Becker, fundadora e presidente da Physio Pilates, onde me formei. No Brasil, Alice foi a pioneira na implantação e fomento do método pilates. Formada em dança pela Universidade Federal da Bahia, Alice viajou em turnês pelo mundo, como dançarina e solista desta companhia de dança moderna e contemporânea.  Em 1985, Alice sofreu uma lesão no joelho e, dois anos depois, foi para os EUA cursar o mestrado em coreografia pelo California Institute of Arts, onde teve o primeiro contato com o pilates.

O interesse no método a levou a ingressar no curso da Long Beach Dance Conditioning, obtendo a certificação em 1991, ano em que retornou ao Brasil para implantar o Pilates em Salvador. De Salvador, Alice expandiu o método para vários Estados brasileiros e até outros países, tornando-se licenciada da Polestar, com exclusividade para 07 países da América do Sul.

E, por fim, a minha sócia no Studio Physique Pilates é a fisioterapeuta Carolina Carpi. Nós estudávamos juntas na Physio Pilates, ficamos amigas e pensamos em abrir um negócio nessa área quando ainda éramos estudantes. Ela é fisioterapeuta e eu, além de jornalista e atriz, sou bailarina clássica. Por que não retornar às origens? Resgatar a memória corporal que me foi implantada desde os poucos anos de vida. Decodificar os passos do balé através do pilates. Não imaginava que voltaria a trabalhar o corpo de uma forma tão agradável, saudável e, o melhor, como uma nova profissão para mim, já que nunca tinha me envolvido, fora a arte, com outra fonte de trabalho. Pensava que nunca mais usaria a dedicação de anos de balé, no Teatro Municipal, desde pequenina… Mas a vida, ou melhor, Deus sempre nos surpreende. Com o incentivo de uma amiga, Georgia Pischel, também fisioterapeuta e, ao lado da Carol, resolvi dar um passo maior e juntas mergulhamos no universo do Pilates. A prática, a cada dia, a cada curso, a cada aula, a cada momento nos impulsiona a viver melhor, a ter mais qualidade de vida e, a melhor parte, ajudar pessoas a buscar essa consciência corporal para suas vidas. Adoramos essa profissão por despertar a importância de qualidade de vida, resistência, força e a melhoria do cotidiano. Mesmos princípios, mas personalidades diferentes dão equilíbrio ao projeto e, por isso, essa sociedade tem dado tão certo. Sociedade é como um casamento, requer paciência, tolerância, compreensão, mas quando há respeito e admiração, tudo fica mais fácil e divertido.




about

pages
categories
archive
et cetera